SAPATO 44 – Cabofrianças

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Por Meri Damaceno (*)

 

Em Cabo frio havia um casal que tinha um relacionamento muito avançado para a época. Isso por que a esposa tinha um amante, com a permissão de seu marido. O amante era compadre do casal.

Os dois compadres, apesar de tudo, eram bons amigos.

O combinado entre eles era o seguinte: quando o amante chegasse o marido saía pela porta dos fundos.

Aconteceu que um dia, o compadre chegou e o marido não teve tempo de sair pelos fundos. Então, ele se escondeu em baixo da cama deles. Passado algum tempo que os amantes estavam no quarto. A mulher disse para o amante:

– Amanhã, meu marido faz aniversário.

O compadre, para agradar, perguntou para ela:

- O que ele está precisando?

- De um par de sapatos.

E o marido, em baixo da cama, atento à conversa.

– E qual é o nº. que ele calça?

– Não sei não!

Então respondeu o marido, debaixo da cama:

– Quarenta e quatro compadre!

(*) Pesquisadora, Memorialista

E Contadora de Causos

This entry was posted in ...DO FUNDO DO BAÚ, COLUNISTAS, Meri Damaceno. Bookmark the permalink.