SE O NEGÓCIO É ENDOIDECER, POIS SEJA! Editorial

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

 Por Beth Michel

Já estou vendo um Carnaval fora de época na Bahia de ACM – Caetano e Gil ausentes por estarem tomando chá de ervas com a Rainha em Londres.

Em cima do trio elétrico convertido em digital para ser “muderno” uma nova dupla de Axé abençoada pela dinda Xuxa.

TUDO transmitido ao vivo em rede nacional pela suprema corte da Globo…
Atenção para o rufar dos berimbaus eletrônicos! E a narração a cargo de Willian Vakuo!

E lá vem eles!!!! A dupla CATTA (com dois Ts que é mais chique) & MORÔ (acento acrescentado pela reforma ortográfica) .

Apesar-das-provas-cabais-contra-FHC-Sérgio-Moro-o-inocentará-porque-a-literatura-midiática-lho-permite-300x188@2x

A massa ansiosa e de olhos esbugalhados aguarda em transe pelo novo “hit” que vai embalar as noites dos pelegos pela próxima década (ou mais). A massa transpira e resfolega impaciente…

E por fim a dupla entoa o sucesso repaginado com orquestração do competentíssimo maestro Biro Biro de Caixa Prego.

São distribuídos panfletos com o elaborado refrão, para que todos possam acompanhar o épico e transcedental evento.
O regente faz sinais de “bora gente” para o populacho ávido…

Um ambulante vende a preço de promoção tabletes de vaselina com cerol…

juiz Catta Preta

E  começa a histórica manifestação espontânea:
MORÔ entoa (em primeira voz) e CATTA faz apoio no contra canto:

“Vamos abrir a roda
Enlarguecer
Tá ficando apertadinha, por favor
Abre a rodinha, por favor
Abre a rodinha, por favor
Abre a rodinha…”

Cadê meu tarja preta, diacho!?

This entry was posted in GERAL. Bookmark the permalink.